Homem é executado a tiros na frente da esposa e da filha em Teresina

Homem executado dentro de casa
📷Homem executado dentro de casa © Reprodução
🏠Teresina (PI)

Um homem identificado como Antônio Jessival Pereira da Costa, mais conhecido como Jessim, de 23 anos, foi assassinado na madrugada dessa quarta-feira (03), dentro de seu apartamento no Residencial Torquato Neto, na região da zona Sul de Teresina. O crime tem características de execução.

De acordo com informações dos policiais do 17º Batalhão da Polícia Militar (BPM), a vítima estava na companhia da esposa e da filha de 10 anos quando foi surpreendido por três indivíduos armados que invadiram o apartamento e efetuaram vários disparos contra a vítima. O jovem morreu no local.

De acordo com a esposa da vítima, um dos indivíduos chegou pela janela chamando pelo nome dele. Foi quando esse suspeito efetuou o primeiro o disparo e logo depois outros dois invadiram o imóvel e começaram a execução.

Beto Auto Peças | Parnaíba

“Eu cheguei do serviço e o Jessim pediu para eu fazer um chá pra ele, depois minha filha falou que tinha alguém andando nos fundos do apartamento e o Jessi mandou eu ir pro quarto, foi quando a pessoa bateu na janela e ele só abriu um pouco e o cara chamou ele pra conversar lá fora, mas ele disse que não tinha nada para conversar, então ele atirou. Eu não sei o que motivou isso”, declarou.

O comandante do 17º BPM declarou ainda que um dos indivíduos foi reconhecido pela vítima pelo apelido de Gambá. “Esses três indivíduos vieram para conversar com ele e houve um desentendimento e acabaram efetuando vários disparos contra a vítima”, acrescentou.

Os policiais isolaram a cena do crime até a chegada dos peritos do Instituto de Criminalística da Polícia Civil do Piauí. A motivação do crime ainda é desconhecida. Até o momento, nenhum suspeito foi preso. A PM realiza diligências na região no sentido de localizar os envolvidos no homicídio.

Os funcionários do Instituto Médico Legal foram acionados para fazer a remoção do corpo. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), ficará responsável por investigar o caso.

Por Meio Norte

 

Nenhum comentário