PM que foi baleado por bandidos pede ajuda para financiar tratamento no Piauí

Policial pede ajuda
📷Policial pede ajuda © Reprodução
🏠Parnaíba (PI)

Um policial da Polícia Militar do Piauí, Kilson Gregório de Sousa Cavalcante, de 38 anos, precisa de ajuda para seguir com o tratamento após ser baleado, no dia 22 de abril, ao impedir um assalto e trocar tiros com dois criminosos em um posto de combustíveis localizado no povoado Camurupim, na zona rural de Luís Correia, litoral do Piauí.

Ele estava no estabelecimento quando presenciou uma tentativa de assalto de dois criminosos e tentou impedir a ação para proteger as vítimas. Durante a troca de tiros, um dos assaltantes foi baleado e morto. Kilson foi alvejado na virilha, cujo projetil perfurou a bexiga e a veia ilíaca. O militar é casado e pai de dois filhos.

A vítima ficou internada no Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA) em Parnaíba, onde passou por uma cirurgia para a reconstrução do órgão e mais outros quatro procedimentos cirúrgicos após contrair uma infecção hospitalar.

Gdoor Sistemas de Automação Comercial

O policial teve alta, mas precisa seguir o tratamento em casa, porém os custos das medicações e do pagamento de um enfermeiro estomaterapeuta particular são caros. O tratamento agora é por conta da cirurgia que ainda está aberta por causa da infecção hospitalar.

Como posso ajudar?

Amigos e familiares disponibilizaram a sua chave Pix - CPF: 651.206.473-91 - para receber as doações. Para maiores informações, os interessados em colaborar podem entrar em contato por meio de um dos telefones/WhatsApp: (86) 99827-9035 e/ou (86) 99496-8369.

Por Lupa1

 

Nenhum comentário