Atingido por fogos de artifício, jovem que perdeu parte do rosto viraliza

📷Jovem atingido por fogos de artificio.
🏠Goiânia (Go)

Um jovem que perdeu parte do rosto após ser atingido por fogos de artifício viralizou na web após contar a sua própria história, em Trindade, na Região Metropolitana de Goiânia. Samuel Rodrigues, de 29 anos, perdeu o nariz, o palato superior, o maxilar e a visão do olho direito após o acidente, que aconteceu em 2012. Ao expor o rosto na internet, ele percebeu que estava ajudando outras pessoas a se aceitarem.

Percebi que eu posso estar ajudando outras pessoas que estão com algum complexo, com depressão, com autoestima baixa, a se aceitarem. Percebi que eu tenho uma linda história de superação”, contou.

O rosto de Samuel foi atingido por fogos de artifício enquanto ele trabalhava em um show em Caldas Novas, no sul goiano, em 17 de novembro daquele ano. Dez meses depois, ele fez uma cirurgia de reconstrução facial, no Hospital das Clínicas (HC), em Goiânia. Esta foi a primeira vez que um procedimento deste tipo foi feito em Goiás.

Continua depois da publicidade:

Durante todos estes anos, Samuel optou por usar uma máscara facial para evitar mostrar o rosto, inclusive, nas redes sociais. No entanto, três meses atrás, após aparecer em uma live sem a proteção facial, ele se surpreendeu com a reação positiva das pessoas.

Eu estava assistindo uma live de uma pessoa que eu admiro e eu pedi para participar. Ele aceitou a minha chamada de vídeo e eu estava sem máscara. Eu conversei com ele, naturalmente, contei minha história e eu tive uma reação inesperada. Eu pensei que fosse ter julgamento, mas me acolheram tão bem, que eu quis continuar fazendo isso”, contou.


Samuel ainda contou que, durante a live, ele percebeu o quanto a história dele poderia mudar a vida de outras pessoas. “Uma pessoa comentou ‘já imaginou quantas pessoas podiam estar morrendo por você ter vergonha de mostrar o rosto?’. E ai eu pensei: ‘tenho uma história linda de superação’ e entendi a mensagem. Posso ajudar pessoas com depressão, com baixa autoestima, a se aceitarem, levando a minha história”, disse.

Logo que começou a fazer mais posts na internet, Samuel viralizou. Em uma das redes sociais, após postar um vídeo bem-humorado tentando, sem sucesso, comer uma maça, ele ultrapassou 2,5 milhões de visualizações.

Por Meio Norte

Nenhum comentário