'Novo Lázaro' dribla polícia na mata há 4 dias após cometer chacina em GO

📷Foto de Reprodução
🏠 Goiás

Surgiu um "Novo Lázaro" em Goiás. Tal qual o original, Wanderson Mota Protácio é caseiro e foge da polícia há quatro dias, após cometer uma chacina no último domingo (28), na zona rural de Abadiânia. Wanderson é suspeito de assassinato de sua esposa, que estava grávida, da enteada de 2 anos, além de um fazendeiro.

Ele trabalhava na fazenda Santo Antão, onde participava da colheita de tomate. Mas o principal motivo da comparação é a fuga. Assim como o "serial killer de Brasília", Wanderson se esconde na mata, dificultando o trabalho da polícia.

Chacina: A chacina ocorreu no último domingo. O suspeito matou a esposa, Rânia Aranha Figueiro, de 21 anos, além da enteada Geysa Aranha da Silva Rocha, de 2 anos. Após o duplo homicídio, ele ainda fez mais uma vítima: o fazendeiro Roberto Clemente de Matos, de 73 anos, de quem roubou uma caminhonete com o intuito de fugir da região.

Continua depois da publicidade:
Ele ainda teria tentado estuprar a esposa do fazendeiro, mas não conseguiu. Acabou atirando no ombro da mulher. Wanderson havia sido preso em 2019, por tentativa de feminicídio. Ele tentou matar a ex-mulher a facadas. No entanto, foi solto no início deste ano.

Um amigo de Wanderson afirmou que o suposto assassino era fã de Lázaro Barbosa. A diferença, segundo o amigo, é que Wanderson não tem experiência sobre como sobreviver na mata.

Por Metrópoles

Nenhum comentário