Com a pandemia controlada e a rede privada funcionando desde o início do ano, porque alguns são contra o retorno das aulas no município?

📸Foto: Ascom
 🏠Parnaíba

Com a pandemia sob controle, fato que pode ser comprovado pelas estatísticas que revelam o não registro de casos e mortes por conta de covid-19 em Parnaíba há mais de uma semana, a Secretaria Municipal de Educação iniciou o retorno gradual das aulas presenciais nesta segunda-feira (20).

Como de costume, o sindicato dos professores age para atrapalhar o processo e se posiciona contra a volta às aulas presenciais. O que é de se estranhar visto que as escolas da rede particular já estão funcionando com os alunos presentes, desde o semestre passado. Muitos filhos de professores da rede municipal que se manifestam contra o retorno estão, neste momento, em uma sala de aula.

Não se trata de ignorar os riscos (ainda existentes) do covid-19. Pelo contrário, se trata de encarar a situação e buscar a retomada da vida normal, obviamente obedecendo todos os protocolos de segurança. Para tanto, a Seduc do município deve atender as demandas apresentadas pelos gestores escolares no sentido de ampliar as condições sanitárias das unidades.

Por determinação do prefeito Mão Santa, quase 90 escolas do município foram reformadas e revitalizadas nos últimos anos. Também houveram investimentos em carteiras escolares, móveis e equipamentos. A Prefeitura garantiu o repasse da merenda escolar às famílias em meio à pandemia, através da distribuição de kits individuais.

Outra coisa necessária de ser mencionada é o fato de que o retorno ou não das crianças às salas de aula é algo que passa por uma definição dos pais, não é obrigatório. Então, quem quer estudar tem todo o direito de ir. Os professores de Parnaíba estão entre os que recebem os melhores salários no estado, todos vacinados com primeira e segunda dose, qual a justificativa para não querer trabalhar?

Por Ascom

Nenhum comentário