6/recent/ticker-posts

Piauí registra 10 mortes e mais 779 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Foto de Reprodução

 O Piauí registrou 779 casos confirmados e 10 óbitos pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo os dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, na noite desta quinta-feira (18).

Dos 779 casos confirmados da doença, 454 são mulheres e 325 são homens, com idades que variam de um a 104 anos.

Sete mulheres e três homens foram vítimas da Covid-19. Elas eram naturais de Floriano (72 anos), Jatobá do Piauí (64 anos), Piripiri (duas de 66 anos), São João da Serra (65 anos), União (83 anos) e Uruçuí ( 58 anos). Já os homens eram das cidades de Aroazes (56 anos), Regeneração (61 anos) e Piripiri (57 anos). Todas as vítimas possuíam alguma doença preexistente.

Os casos confirmados no estado somam 168.403 distribuídos em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam a 3.232 e foram registrados em 208 municípios. Até agora, morreram 1.892 homens e 1.340 mulheres.

A Secretaria fez uma correção referente ao óbito registrado no boletim do dia 13 de fevereiro. No caso, a vítima não era de Campo Maior, mas de Nossa Senhora de Nazaré. A correção já foi feita no painel epidemiológico.

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, há 555 ocupados, sendo 318 leitos clínicos, 202 UTIs e 35 em leitos de estabilização. As altas acumuladas somam 9.499 até o dia 18 de fevereiro de 2021.

A Sesapi estima que 164.616 pessoas já estão recuperadas ou seguem em acompanhamento (casos registradas nos últimos 14 dias) que não necessitaram de internação ou evoluíram para morte.

Campanha de vacinação: Até o momento, o vacinômetro, ferramenta para acompanhar a evolução da campanha de vacinação contra a Covid-19 no Piauí, aponta que 63.379 pessoas já receberam a primeira dose de vacina no estado e 2.847 a segunda dose.

Os dados são atualizados a cada 15 minutos a partir da inserção de registros no sistema de informação da campanha pelos estabelecimentos de saúde.

Por G1

Postar um comentário

0 Comentários