6/recent/ticker-posts

PM recorre ao suicídio após fim de relacionamento no MA

Pedro Lucas Lima. Arquivo Pessoal

 Na manhã deste domingo (28), um policial militar foi encontrado morto com um tiro na cabeça em sua casa, localizada em um condomínio da Maiobinha, em São José de Ribamar. Trata-se do soldado Pedro Lucas Lima Santos, de 23 anos. Informações da policiais apontam que uma ligação anônima comunicou sobre o ocorrido. Uma equipe da PM se deslocou para o local e comprovou a informação. O militar foi encontrado uma lesão na cabeça provocada por uma pistola Taurus PT840, que estava ao lado do corpo. A carga da arma pertence a Polícia Militar do Maranhão.

Ainda de acordo com a PM, por volta das 05h45min da manhã do domingo, Pedro Lucas enviou uma mensagem de despedida, via aplicativo, para a ex-companheira. Imediatamente, a mulher se dirigiu a casa do policial e o encontrou já sem vida. O casal esteve junto por oito meses e o término havia acontecido há cerca de uma semana. A mulher saiu de casa e estava morando com uma amiga durante a separação. O casal não tinha filhos. Em depoimento, a ex-companheira de Pedro Lucas afirmou que o PM apresentava quadro de depressão. O militar era lotado no Batalhão de Policiamento de Turismo (BPTur) e ingressou na Corporação no ano de 2019.

Nota de falecimento da Polícia Milita

É com pesar, que a Polícia Militar do Maranhão informa o falecimento do Soldado PM Pedro Lucas Lima Santos (23 anos), ocorrida na madrugada de domingo (28), no Bairro da Maiobinha, em São Luís. A causa da morte está sendo investigada pela equipe do ICRIM. O militar estava lotado no Batalhão de Policiamento de Turismo (BPTur) e ingressou na Corporação no ano de 2019.

Parte de forma precoce, deixando entre seus superiores e pares o exemplo de um policial dedicado, cumpridor de suas missões, tendo honrado a farda na execução da nobre missão de manter a ordem e a segurança da sociedade. Neste momento de tristeza e vazio deixado por nosso irmão de farda, o Comandante Geral da Polícia Militar do Maranhão, em nome dos oficiais, praças e funcionários civis da corporação, se solidariza com familiares e amigos.

“Combati o bom combate, acabei a carreira e guardei a fé”.

Fonte: O Imparcial

Postar um comentário

0 Comentários