6/recent/ticker-posts

Destino Turístico: Lagoa do Portinho

Lagoa do Portinho ((c)) Walter Fontenele

A Lagoa do Portinho é uma laguna localizada na divisa dos munícipios de Parnaíba e Luís Correia, no litoral Norte do Estado do Piauí que tem como principal atrativo um conjunto de montanhas (dunas) de areia, criadas a partir de um processo eólico (ação dos ventos).

De acordo com dados da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos - SEMAR/PI, a lagoa abrange uma área de aproximadamente 5,62 km², estendendo-se para nove quilômetros de comprimento no sentido Norte-Sul, com largura variável entre 0,2 e 1,6 quilômetro. Ela também se estende pela zona rural dos municípios de Parnaíba e Luís Correia abrangendo os povoados Carpina, Gameleira, Portinho, Cearazinho e Santo Antônio.

Durante algumas décadas era um ponto de parada obrigatório para as pessoas que vinham da Praia de Atalaia, em Luís Correia, e aproveitavam suas águas frias e doces para “tirar o sal”, passear nas famosas “Banana Boat” e curtir a descida das dunas a bordo da tirolesa. 

Lagoa do Portinho ((c)) Walter Fontenele

Além do “tira o sal” a Lagoa do Portinho era o point de música ao vivo, bebida gelada e uma excelente gastronomia no Bar da “Paraqueira Brasileira”, que à época era administrado pelo empresário Aloisio Soares, e que hoje estar sendo deteriorado pelo tempo e pelo abandono do Governo do Estado. Um ponto de destaque era a oportunidade que o estabelecimento oferecia aos músicos locais, principalmente as bandas que tocavam forró, música típica do Nordeste brasileiro, fomentando assim o emprego e gerando renda.

Paraqueira Brasileira ((c)) Blog do Bernardo Silva

Lagoa do Portinho ((c)) Walter Fontenele

Depois de algumas temporadas de escassez e da irresponsabilidade de alguns proprietários rurais que represaram os rios Portinhos e Marruás, rios que abastecem a lagoa, um dos nossos principais cartões postais secou, ao ponto de não ter mais água para manter a sobrevivência da ictiofauna da região. Um misto de dor, sofrimento e revolta tomou conta da população, o que levou um grupo de empresários, ambientalistas e profissionais liberais a se unir para tentar, de todas as formas, dar novamente vida a Lagoa do Portinho. À época, muito dinheiro foi gasto e muitos apelos foram feitos as autoridades competentes, mas apesar de algum resultado prático, nunca mais a Lagoa voltou a ter o mesmo volume de água de outrora.

Lagoa do Portinho ((c)) Walter Fontenele

Todavia, há aproximadamente três anos o litoral recebeu - por várias temporadas seguidas - um volume pluviométrico acima do esperado e a Lagoa do Portinho voltou a respirar, mesmo que ainda com um volume de água muito abaixo do normal.

Lagoa do Portinho ((c)) Walter Fontenele

Hoje a nossa Lagoa do Portinho estar voltando a dar sinais de sobrevivência, principalmente depois que o Prefeito Mão Santa pavimentou a Avenida Presidente João Batista Figueiredo, o que facilitou muito o fluxo de parnaibanos, que voltaram a frequentar a lagoa do Portinho, um dos orgulhos dos piauienses.

Por Walter Fontenele






 

Postar um comentário

0 Comentários